Menu

Fedor Emelianenko no UFC

Parece que a M-1 tá querendo negociar uma luta Fedor Emelianenko vs Cain Velasquez… de novo. A resposta de Dana White, visivelmente cansado da canção, tem sido:

“Hell no!”

Essa história é longa e frustrante para muitos torcedores de MMA. Vamos recapitular para analisar por que o melhor peso pesado da historia e a melhor organização de MMA não tiveram um ponto de encontro até hoje.

Após a compra do Pride pela ZUFFA, uma vez que o contrato de Fedor com o evento MMA japonês tinha finalizado, começaram os comentários por primeira vez sobre o possível pulo de russo ao UFC. Assim em Junho de 2007 o próprio lutador Chuck Liddell sugeria a chegada de Fedor ao UFC. Porém as diferencias contratuais exigidas pelo Finkestein, empresário do Fedor, e as oferecidas pelo Dana White impediram dessa vez uma negociação bem sucedida.

Essas diferencias seriam resumidas nos seguintes pontos:
– Exigência da M-1 de co-organizar o evento MMA com o UFC.
– Exclusividade contratual com o UFC que impediria Fedor participar em competições de Sambo.

Assim, a possibilidade da luta sonhada na época Randy Couture vs Fedor Emelianenko não foi possível.

Fedor assinaria nesse ano 2007 um contrato de 6 lutas por dois anos sem exclusividade com a M-1 Global.

No mês de Junho ano seguinte, Fedor iria vencer Tim Sylvia em 36 segundos no marco do evento MMA Affliction. Sylvia vinha de perder o cinturão do UFC e estava considerado entre os 4 melhores pesados do mundo. Dana White quem na época criticou Fedor por estar lutando em competições de segunda contra rivais pequenos foi perguntado sobre se a vitoria mudou sua opinião. Ele respondeu:

“Mudou sim. Tym Silvia foi um adversário real.”

No final do 2009 a organização Affliction acabou, deixando mais uma chance pro eterno desencontro Fedor x UFC. Dana White chegou a declarar na epoca:

“Se tornou minha obsessão. Quero ele no UFC mais do que os fãs o querem.”

A luta proposta e a negociar dessa vez era Fedor x Lesnar. O UFC ofereceu até 2 milhões $ por luta para Fedor mais incentivos por ventas de PPV. Mais uma vez, as exigências da M-1 querendo fazer co-organização do evento acabaram com final infeliz.

O desencontro continuou esse ano 2011 quando após a derrota de Fedor vs Henderson, Dana, se sabendo proprietário do Strikeforce, falou:

“Sim, ele vai ser cortado.”

O próprio Fedor respondeu:

“Isso aí é o estilo de Dana White de fazer comentários. Eu não tinha contrato nenhum com Strikeforce. Meu contrato atual é com a Showtime. Então, a gente não deveria dar importância a esses comentários altissonantes. Eu não tenho obrigação nenhuma com o UFC ou Strikeforce. Nosso novo contrato assegura que não tenhamos que trabalhar diretamente com estas organizações. Já experimentamos certas dificuldades trabalhando com PRIDE e Affliction. Estamos tentando evitar consequências desagradáveis.”

Isso aí, é todo até hoje. Agora tem essa possibilidade remota Cain x Fedor buscada pela M-1 sobre todo pois quer que Fedor se recupere das dúvidas surgidas entorno ele. Por enquanto, The Last Emperor lutará no final do ano contra Satoshi Ishii havendo já comentários de uma possível contratação do japa pro próximo UFC no Japão no caso que ganhasse… a relação continua e continuaria tensa e impossível entre os protagonistas desta historia.

O único perdedor: o fã de MMA.

Deixe uma resposta

UserOnline

Saiba Como Assistir O UFC Online AO VIVO