Menu

Conheça a História de Antônio Rodrigo Nogueira ou simplesmente ” MINOTAURO”! Um dos maiores lutadores de MMA da história!

Sua “luta” começou de forma violenta, mas não teve um fim muito diferente do que o lutador costuma fazer em cima dos octógonos, Minotauro caiu, mas teve coragem e empenho para levantar e com muita garra dar a volta por cima, pois aos onze anos sofreu um grave acidente ao ser atropelado por um caminhão de lixo, ficando 25 dias em coma e um ano internado. Ficou com uma cicatriz nas costas que o acompanha até hoje e que se tornou uma forma simples de diferenciá-lo do seu irmão gêmeo, Antônio Rogério Nogueira, o “Minotouro”, também lutador de MMA.

Desde cedo treinou judô, passando depois a praticar boxe, jiu-jitsu (esporte em que foi campeão pan-americano antes de receber a faixa preta), muay thai e wrestling. Foi protagonista de algumas das maiores lutas da extinta associação Pride, como por exemplo a sua vitória sobre o “gigante” Bob Sapp com seus quase 150 kgs, luta em que sofreu muitos golpes potentes mas conseguiu finalizar o oponente no segundo assalto, aplicando um arm-lock (chave-de-braço) no gigante Sapp. Seu estilo de luta é baseado no jiu-jitsu brasileiro e boxe. Era um dos principais lutadores do Pride, junto com Fedor Emelianenko, com quem lutou 3 vezes. Na primeira perdeu para Fedor, por decisão unânime, perdendo assim o cinturão dos pesos pesados.

Na segunda luta houve um corte acidental na testa do atleta russo, fato que fez a luta ser adiada para um próximo confronto (remarcado para quatro meses depois). Na terceira luta, Minotauro novamente foi derrotado por decisão unânime. Também perdeu a chance de conquistar o cinturão do GP Absoluto do Pride quando foi derrotado por Josh Barnett na semifinal em decisão dividida dos juízes (decisão contestada). Por discordar do resultado dessa luta, Minotauro marcou uma revanche, da qual saiu vitorioso.

Atualmente possui contrato com o evento Ultimate Fighting Championship, onde foi campeão interino do UFC, tornando-se o primeiro pesado da história a conquistar o cinturão do Ultimate e do PRIDE. Em dezembro de 2008, perdeu seu titulo interino para o americano Frank Mir, em sua primeira derrota por nocaute da carreira. Em 2009, no UFC 102, Rodrigo Minotauro enfrentou Randy “The Natural” Couture. Em um combate histórico do MMA, Nogueira venceu o adversário por decisão unânime, depois de três rounds de cinco minutos, nos quais Minotauro conseguiu dois knockdowns (soco que derruba o oponente) sobre Randy, e ainda tentou por várias vezes finalizá-lo, porém Randy conseguiu escapar.

Em 2010, devido a uma lesão no quadril durante os treinos, teve de ser cortado da edição 119 do UFC e submeteu-se a uma cirurgia. Minotauro é considerado o maior finalizador da história do MMA, e está na lista dos maiores lutadores de todos os tempos. Além de seu forte jogo de chão, Minotauro sempre se destacou por ser um dos lutadores mais duros da história, muitos acreditam que seu queixo é de “pedra”, pois tem um grande poder de absorção de golpes, o maior responsável por seus títulos. O fato de nunca ter sido um grande strike, tornam seu cartel de 34 vitórias sendo 21 por finalização, e apenas 7 derrotas mais impressionante ainda. Minotauro, o também brasileiro Wanderlei Silva e o croata Mirko Cro Cop são os maiores ídolos do esporte no Japão. E formou por vários anos consecutivos, junto com Cro Cop, Fedor, e Wanderlei Silva, o quarteto mais perigoso do vale-tudo mundial.

 

No dia 27 de agosto de 2011, numa das melhores e mais elogiadas apresentações de sua carreira, Minotauro nocauteou Brendan Schaub no UFC Rio, depois de três cirurgias (duas nos quadris e uma no joelho esquerdo) e dez meses parado.Ao fim do evento, este foi eleito o nocaute da noite.

Em dezembro de 2011 voltou ao octógono em uma revanche contra o americano Frank Mir. Após um bom início de round, Minotauro quase nocauteou o americano mas acabou sendo finalizado com uma kimura (finalização onde é aplicada uma torção no braço do adversário, Minotauro não desistiu e teve seu braço quebrado nessa luta.

Minotauro teve sua volta prevista no UFC 149 mas teve que adiar seu retorno por causa das dores no braço.

Em 2013 foi treinador do TUF Brasil, ao lado de Fabrício Werdum, sendo que, na final do reality, sete anos depois, Minotauro e Werdum voltaram a se encontrar no UFC on Fuel TV: Nogueira vs. Werdum. Fabricio Werdum acabou vencendo o duelo por finalização no segundo round.

Minotauro pediu e enfrentou o “gordinho” Roy Nelson em 11 de abril de 2014 no UFC Fight Night: Nogueira vs. Nelson, em Abu Dhabi e Roy surpreendeu com uma atuação totalmente dominante. Roy conseguiu um knockdown logo no começo do combate. Menos de 1 minuto depois acertou um overhand (um soco em forma de arco e curvado com a mão de trás) fulminante, que nocauteou o brasileiro aos 3m37s do primeiro round.

Após a falha no exame antidoping, Anderson Silva foi tirado do The Ultimate Fighter: Brasil 4, Minotauro foi chamado para voltar o TUF, ao lado de Maurício Shogun. Nogueira então enfrentou Stefan Struve em 1 de agosto de 2015 no UFC 190. Ele foi derrotado por decisão unânime. Após essa derrota, um mês depois, Minotauro anunciou a aposentadoria do UFC e se tornará Embaixador de Relacionamento com Atletas do UFC Brasil, o qual “vai participar de diversas iniciativas pelas regiões do Brasil. Ele será a ligação da organização entre atletas, patrocinadores, mídias e órgãos governamentais (…) e irá auxiliar o UFC a manter o mais alto padrão dos lutadores e, ao mesmo tempo, atuar como um mentor no desenvolvimento de jovens atletas”

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

Saiba Como Assistir O UFC Online AO VIVO