Menu

Concurso MMA UFC 142 Os Gracie e o fenômeno do MMA

Na Grécia, por volta do ano 650 a.C, os primeiros registos de esportes similares ao MMA surgiram, com a criação do Pankration, que misturava o boxe e o wrestling. Já neste período ficava claro o quanto este tipo de competição agradava o público, mas foi em 1925 que o MMA começava a se configurar no cenário mundial e ganharia “força”, pela família Gracie.

Após aprender Judô, Helio Gracie passou a ensinar para seus irmãos, inserindo adaptações e pequenas modificações, logo, criou o Jiu-jitsu brasileiro. O “Gracie Challenge” seria, literalmente, um desafio a qualquer lutador que dominasse uma arte marcial, nascendo o Vale tudo e a popularidade fez com que as lutas fossem realizadas em estádios de futebol.

Levando a idéia para os EUA os grandes eventos começaram a tomar forma. O Ultimate Fighting Championship, mais conhecido como apenas UFC, vendeu mais de 80 mil cotas de per-pay-view em 1993. Esta era apenas a primeira edição do evento, que em sua terceira edição vendeu 300 mil cotas.

No início as regras do UFC eram limitadas, as divisões de atletas pelo peso ainda não existiam, ou tempo de combates, tampouco preocupação quanto à segurança. Mas atualmente a modalidade é uma das maiores do mundo e para chegar à competição os lutadores levam cerca de cinco anos para estarem no nível do UFC. Com os ajustes hoje há rounds com minutos determinados e categorias para os pesos dos atletas, embora os primórdios, Gracies, divulgassem a proposta que qualquer pessoa, independentemente de seu físico, ou sua técnica, poderia vencer uma disputa. Brasil, EUA, Rússia e Japão se destacam como os países que mais formam lutadores de MMA.

Com o sucesso evidente do UFC e a circulação de dinheiro em eventos similares com o MMA, foram nesta matéria reunidos alguns dos eventos históricos importantes e uma síntese do fenômeno para o entendimento de leigos e apaixonados.

MMA, ou Artes Marciais Misturadas, em tradução livre, siglas das iniciais de Mixed Martial Arts é atualmente um dos esportes de maior ascensão no mundo. Trata-se de uma luta em que não vale exatamente tudo, mas os participantes não seguem uma determinada técnica de arte marcial, podendo misturar e usar os golpes precisamente, quando necessários. Os competidores podem usar estilos do boxe, do caratê, jiu-jítsu, muay thai e outros, tendo vantagens aqueles que possuem variedade em sua educação nas artes marciais, aplicando golpes com domínio.

A profissionalização do esporte promove regras mais rígidas e a evolução do evento visa garantias ao atleta, no que se refere a sua integridade física e sua técnica, previamente trabalhada por especialistas cientes de um público mais exigente.

No Brasil ainda se percebe grande resistência da veiculação na mídia do MMA, embora os fãs sejam cada vez mais numerosos e o destaque de lutadores brasileiros no exterior tenha grande influência nas campanhas de marketing. Diante de produtos específicos para os adoradores do esporte e os canais do pey-per-view servindo de janela positiva para o comércio de tudo o que for relacionado ao mundo das lutas, economistas prevêem que este se torne, senão o mais, um dos mais assistidos programas televisivos, atraindo o público também para as arenas. A venda de ingressos, com valores elevados, principalmente para os padrões brasileiros, não sofrem redução e ainda assim lota-se os locais de competição.

Todo este fenômeno se deve aos Gracie e o Brasil volta a receber este evento, criado por brasileiros.

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

Saiba Como Assistir O UFC Online AO VIVO