Menu

Concurso MMA UFC 142 3o prémio Tank Abbott o legitimo bad boy

Existiram muitos bad boys na história do UFC, mas o primeiro e talvez mais legitimo deles precisa ser mencionado aqui, em uma época onde os Chael Sonnen da vida são ditos como revoltados.

Antes do trash talking e de toda essa jogada de marketing, existiu um cara verdadeiramente mal: Tank Abbott. O gordinho invocado e com sua peculiar barba sempre arrumou confusão por onde passava. Adorava uma briga, fosse nas ruas ou em bares, e algumas vezes era preso por isso. Foi então que, na cadeia, lhe deram uma ideia: entrar para o UFC. Segundo declarações do próprio, julgava que o nível técnico do evento era fraco e também viu uma oportunidade de encher os outros de porrada sem ir preso. E foi isso que fez.

Antes de qualquer coisa, é bom ressaltar que, apesar de Abbott ser um brigão e seu estilo ser descrito como pitfighter, abbott era wrestler e boxeador e também treinava jiu-jitsu. Poderia entrar no octógono para ser um artista marcial, como a maioria ali, mas não, o que ele queria era uma verdadeira briga. Sua pança de cerveja denunciava suas intenções.

Abbott se tornou sensação depois da estreia no UFC 6, no qual já chegou à final, sendo derrotado pelo melhor tecnicamente Oleg Taktarov. O fato peculiar é que Tank também mostrava suas facetas maléficas nos bastidores. Naquele evento, Patrick Smith, outro competidor, deixou de lutar a semifinal por estar passando mal, deixando assim que o suplente, Anthony Macias, que treinava com Taktarov, lutasse em seu lugar. O resultado foi um estranho e suspeito estrangulamento de Taktarov em míseros 9 segundos. Irritado por Smith ter desistido, Tank e seus companheiros cercaram Patrick na saída do hotel e o espancaram até ele ter que ir para o hospital.

Tank voltou à ação no Ultimate Ultimate 95, onde derrotou Jennun nas quartas e perdeu para Severn na semifinal.

A grande confusão até então de Abbott veio no UFC 8. Apesar de não estar no torneio vencido por Don Frye, Abbott, nos bastidores, lutou com Allan Góes depois do mesmo tirar sarro por ter finalizado ele em um dojo. Além disso, cometeu o disparate de ofender a mulher de Big John McCarthy, o que fez o arbitro grandalhão ir tirar satisfações. Com isso, Abbott foi suspenso até o UFC 11.

Abbott voltou no UFC 11, onde perdeu para Ferrozzo na semifinal. Recentemente, os dois fizeram uma revanche bizarra em um quintal qualquer onde Abbott saiu vencedor. No mesmo ano, Abbott chegou à final do Ultimate Ultimate 96, chegando à final, e depois de quase deixar Don Frye inconsciente com seus pesados socos, foi finalizado pelo bigodudo.

Depois disso, Tank Abbott teve outras passagens pelo próprio UFC, pelo Pride e por muito outros eventos, mas de uma forma mais profissional. Mas é sempre bom lembrar à nova geração sobre uma das mãos mais pesadas da história e o verdadeiro “Bad Boy revoltado” para aqueles que se impressionam com Chael Sonnen.

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

Saiba Como Assistir O UFC Online AO VIVO